Lançamento do livro A Exposição do centenário e o meio arquitetônico carioca dos anos 1920


Ruth Levy, museóloga da Fundação Eva Klabin, lança seu segundo livro na próxima terça-feira, dia 19/10, às 17h, no Museu Nacional de Belas Artes.
 
O evento faz parte do parte da programação do XXX Colóquio do Comitê Brasileiro de História da Arte.
A Exposição do Centenário e o meio arquitetônico Carioca no início dos anos 1920
Ruth Levy
Editora EBA/UFRJ
292p. Il.
1922, ano emblemático… sempre lembrado pela Semana de Arte Moderna em São Paulo, este foi também o ano de uma grande mostra no Rio de Janeiro: a Exposição Internacional do Centenário da Independência. Numa extensa área do centro da cidade, que incluía o espaço recém-conquistado com o desmonte do morro do Castelo, foi construído um grande número de palácios e pavilhões, nacionais e estrangeiros, além de duas portas monumentais. A Exposição serviu assim de vitrine, revelando as tendências da arquitetura naquele momento, as ideias e ideais dos arquitetos mais atuantes do período e o repertório arquitetônico e estilístico então em voga.

Nesse seu segundo livro Ruth Levy, autora também de Entre Palácios e Pavilhões: a arquitetura efêmera da Exposição Nacional de 1908, dedica-se a recompor o cenário arquitetônico da Exposição do Centenário. Através de uma extensa pesquisa, que resultou na sua tese de doutorado pela EBA/UFRJ, a autora mergulha nos registros textuais e iconográficos que ficaram deste evento que, apesar de efêmero, representa uma passagem valiosa para o estudo da arquitetura do momento de transição entre o ecletismo e o modernismo, incluindo aí o neocolonial.

A década de 1920 vai marcar a busca por uma melhor definição do papel do arquiteto como profissional, a busca por um estilo nacional e um novo fazer arquitetônico, além de representar um marco importante para o debate relativo à questão urbana. Todas estas questões são tema deste livro, que resgata essa importante página da história da cidade como fonte de análise para o melhor entendimento da produção arquitetônica do período.

Sobre a autora
Ruth Levy é arquiteta e museóloga. É doutora e mestre em História da Arte pela EBA/UFRJ e pós-graduada em História da Arte e da Arquitetura no Brasil pela PUC-RJ. É autora também do livro Entre palácios e pavilhões: a arquitetura efêmera da Exposição Nacional de 1908, publicado pela EBA/UFRJ em 2008. É museóloga da Fundação Eva Klabin.

Anúncios

Sobre redarte

Bibliotecas, arquivos, museus de arte no Rio de Janeiro e em Niterói.
Esse post foi publicado em Lançamentos de livros e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s